Girlboss – o seriado fashionista da Netflix.

Eu sou uma das loucas por filmes e séries que têm andado a solta por aí nos últimos tempos, e, embora não seja meu foco escrever críticas ou qualquer outra coisa sobre o tema, desta vez não resisti. Vou até pedir licença para a minha amiga Marci Marciano, que fala sempre sobre filmes e séries, abordando, principalmente, o figurino (clica aqui para conhecer e ler, vale a pena), para fazer este post sobre o seriado mais fashionista do momento da Netflix, porque esta não posso deixar passar (tá, amiga?).

Antes de iniciar aviso: este texto pode conter spoilers. Se você ainda não assistiu à todos os episódios de Girlboss e não quer ser surpreendido com informações que estraguem a sua diversão melhor não ler. Agora, se você é como eu, assiste a tudo em dois dias – ou não liga para isso, siga em frente.

Série baseada no livro homônimo.Girlboss é uma série que fala de moda e empreendedorismo e conta a saga de Sophia Amoruso ao fundar a marca Nasty Gal, que se tornou uma icônica fast fashion – e recentemente foi vendida por motivos que você pode entender melhor nesta matéria, o que reforça o quanto o fast fashion é volátil, em todos os sentidos.

Baseado em um livro homônimo, logo de cara, no início de cada episódio, somos avisados de que a história é uma releitura dos fatos reais (muito, muito livre), mas isso não diminui em nada o interesse por esta versão, que é super inspiradora e divertida, tornando o tema da moda até secundário, algumas vezes.

O que chamou a minha atenção, em primeiro lugar, foi o quão destemida a Sophia foi ao questionar o modus operandi da relação empregado e empregador, levando à decisão de criar, do zero, um trabalho que a fizesse feliz (algo que muitos de nós temos sentido necessidade – essa que vos fala, inclusive, e foi assim que consultoria de estilo surgiu na minha vida como eu conto um pouco aqui). Isto, unido a necessidade urgente dela por dinheiro, cria a atmosfera para os oito episódios desta 1ª temporada (que deixa questões pendentes para uma 2ª – a qual ainda não sabemos se vai existir).

Posso falar, com conhecimento de causa, o quanto é delicioso ter um trabalho que te completa, àquele que parece que você nasceu para fazer. É isso que acontece comigo quando atendo aos clientes dos meus serviços: amo cada momento.

Depois, vem a questão de ela ter começado pequeno, o início vem com um brechó – tema de que falei bastante há alguns dias aqui, e isso acontece porque, a princípio, ela quer trabalhar pouco – o que acaba não rolando, pois o sucesso vem loguinho. O mais legal nisso é o fato de ela não se limitar, de quebrar os seus próprios paradigmas e seguir a diante (viu como a moda em si não é a única coisa bacana neste história).

A personagem é forte, cai e levanta e isso traz uma motivação extra para os empreendedores que estão lutando por seus negócios. A gente tem vontade de arregaçar as mangas e se esforçar ainda mais.

E, é claro que tem o figurino, super retrô, que vai pegar pelo coração as amantes deste estilo. Não tem como passar batido pelos visuais da Sophia e da sua amiga e braço direito Annie. O assunto até inspirou uma página temática mega interessante no brechó online Enjoei, onde mulheres antenadas e diferentes entre si ensinam a conseguir um look no gênero da série.

Eu busquei referências de looks também inspirados na série, mas trazendo possibilidades diferentes, com ar menos vintage. Quem sabe você também não tem algumas ideias com o que tem em casa?

Jaqueta de couro – a peça com que tudo começou:

Calça flare – sempre usada pela personagem em cores diferentes:

Jaqueta bomber – Sophia quase sempre usa uma terceira peça em seus looks:

Macacão jeans – versátil e prático:

Sobretudo – mais uma terceira peça de impacto:

Observar a forma que a personagem se veste é uma das delícias desta série. Ela é muito natural e despretenciosa, pega duas ou três peças do seu armário, veste e o resultado é sempre muito legal. O que tem tudo a ver com a consultoria de estilo, se você tem um armário coordenado, com roupas que são a sua cara, é assim mesmo que deve ser se vestir: fácil e natural. Que tal experimentar com o seu estilo, do seu jeito?

E se precisar ir além, estou por aqui.
Conta comigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s